Opinião

A Figueira é rica neste tipo de espaços, muitos deles pertencentes a coletividades, infelizmente alguns encontram-se degradados e parcamente utilizados, poderia ser uma forma de os reconverter e de lhes dar uma nova vida.

Mudar o Porto Comercial totalmente para a margem sul requer um perímetro de atracagem que neste momento não está disponível. Considero uma má ideia sem se discutir o futuro dos estaleiros, a relocalização do Porto de Pesca e, sobretudo, sem se garantir que o porto não coloque em causa uma zona húmida ao abrigo de um tratado internacional: a Convenção de Ramsar.